Arquivo da categoria ‘6 – Dicas e novidades do Ramos de GÁS.’

Trabalhamos com Display impresso em 4 cores, utilizado em gondolas, balcões, frente de loja, pendurados, sendo muito importante para a divulgação e promoção de produtos e seus respectivos preços.

Definições de display:

Um display (ou mostrador, em português) é um dispositivo para a apresentação de informação, de modo visual ou táctil, adquirida, armazenada ou transmitida sob várias formas. Quando a informação de entrada é fornecida como um sinal elétrico, o display é chamado de “display (ou “painel”) eletrônico”. Displays eletrônicos estão disponíveis para apresentação de informação tanto sob forma visual quanto táctil.

Displays eletrônicos tácteis destinam-se geralmente a deficientes visuais e usam partes eletromecânicas para atualizar dinamicamente uma imagem táctil (geralmente, de texto), de forma que a imagem possa ser inferida através dos dedos.

Esvaziar a cabeça é fundamental para produzir mais.

As diferentes formas de propaganda
Como os métodos usados em propaganda podem resultar em vendas para sua empresa
De acordo com a Associação Americana de Propaganda, propaganda é a mensagem divulgada em veículos de grande penetração (TV, rádio, revistas, jornais, etc.) e patrocinada (paga) por um anunciante que tem por objetivo criar ou reforçar imagens ou preferências na mente do consumidor, predispondo-o favoravelmente em relação ao produto, serviço ou empresa patrocinadora.
Serviços gráficos, brindes, canetas, imãs de geladeira, estas são formas diretas de atingir o seu cliente final com custo baixo e resultado garantido, a Gráfica MaviclePromo está ai para lhe ajudar a colocar a sua marca a frente do seu cliente final.

Uma boa propaganda tem algumas características básicas, tais como:

– Proporciona orientação para o consumidor;

– Concentra-se em uma só ideia vendedora (ênfase no benefício mais importante);

– Apresenta ideia competitiva e singular (contém um benefício, uma qualidade ou quantidade única, diferenciada);

– Envolve o consumidor (capta e mantém a atenção do consumidor, além de trabalhar sua motivação);

– Deve ser crível e sincera (se é verdadeira e soa verdadeira, o consumidor sente que o anunciante é honesto. O exagero e a fantasia valem, mas não devem tentar enganar);

– Deve ser simples, clara e completa (não deixa mal-entendido);

– Associa a ideia vendedora (benefícios) à marca (registra claramente a marca e a amarra ao benefício);

– Incrementa as vendas (estabelece forte desejo de compra);

– Deve aproveitar bem o veículo de comunicação (propaganda eficiente usa o veículo certo para o seu propósito).

Quando a propaganda é mais eficiente

Ao investir em propaganda, a empresa deve estar atenta à relação custo-benefício que ela trará. É preciso que ela seja eficiente para alcançar os objetivos preestabelecidos, e essa eficiência é alcançada quando:

– Há um conhecimento mínimo do comprador em relação produto anunciado;

– As oportunidades de diferenciação do produto são fortes;

– O produto tem aspectos que o comprador não consegue observar normalmente;

– As vendas do setor estão ascendentes, e não estáveis ou decadentes.

Cuidados básicos ao planejar a ação de propaganda

A empresa, ao investir em propaganda, deve ter alguns cuidados quanto:

– À missão – quais são os objetivos da propaganda?

– Ao recurso empregado – quanto deve ser gasto em propaganda?

– À mensagem – que tipo de mensagem e estratégia criativa serão usadas?

– Ao planejamento – como deve ser determinada e alocada a verba de propaganda durante o ano?

– À análise – como avaliar o retorno do investimento em propaganda?

Canais tradicionais de divulgação

Existem formas de divulgar uma empresa ou produto que já estão estabelecidas e garantem uma dose de segurança nos resultados que se deseja obter
O primeiro e mais barato meio para a divulgação de um produto é o infalível boca a boca. Para ele surtir efeito, o produto/negócio precisa falar por si, vender-se sozinho. Depois de esgotar o potencial da comunicação interpessoal, o empresário pode investir em meios de comunicação de massa. Com eles, a empresa atinge um número maior de pessoas e/ou empresas e marca presença mercadológica em várias praças simultaneamente.

As opções pra investimento em marketing e meios de comunicação de massa se dividem em:

Em Primeiro lugar falaremos sobre os produtos que atingem diretamente o seu consumidor.
 Serviços gráficos e material promocional, a utilização dos produtos gráficos, tais como imãs de geladeira, panfletos, folders, brindes, calendários, canetas entre outros, atingem diretamente o seu público alvo, pode ser distribuído na própria loja, pode ser entregue nos comércios e residências locais, nas áreas de interesse.
 Trazem um retorno direto e ficam sempre a vista dos seus clientes potenciais gerando um retorno rápido e direto.
 Fortaleça a sua marca no mercado com baixo investimento, diferente de outras mídias que falaremos abaixo.
 É ai que a Mavicle-Promo entra, uma gráfica que busca colocar a sua marca a frente, focada em fazer a sua empresa se destacar, a Gráfica Mavicle está capacitada a desenvolver grandes projetos para a divulgação e para destacar a sua empresa ou rede no próximo ano, podemos agora já desenvolver um projeto de marketing para todo o ano que trará resultado certo.

1) Mídia eletrônica – TV, rádio, internet e cinema. São meios usados para construir a imagem da empresa e atingir uma grande quantidade de pessoas. Vantagens e desvantagens de algumas delas:

TV

– Vantagens:

Meio audiovisual de grande impacto, elevada eficácia e custo de contato muito baixo, demonstração do produto, cobertura em nível nacional, elevados níveis de qualidade e de penetração em todos os segmentos da população, flexibilidade, além de resultados rápidos em termos de cobertura e impacto.

– Desvantagens:

O tempo de vida de um spot televisivo é curto elevados custos de produção, planejamento de longo prazo dificuldade em alcançar um alvo muito específico.

Rádio

– Vantagens:

Custo por contato muito baixo, prazos curtos de produção, rápida concretização do planejamento, permite segmentar o público-alvo, elevados índices de repetição e exploração musical. Além disso, é um excelente meio no que diz respeito ao contato direto com o público.

– Desvantagens:

Fraca demonstração e identificação com o produto, e ainda proporciona níveis de cobertura muitos baixos, sendo que os elevados níveis de repetição provocam o rápido esgotamento da comunicação utilizada.

Internet

– Vantagens:

Possibilidade de segmentação em nível comportamental e comunicação interativa, e rápida evolução em se tratando de penetração no público-alvo.

– Desvantagens:

Ausência de dados rigorosos e mais detalhados sobre os clientes em potencial.

Cinema

– Vantagens:

Meio de grande impacto, com proximidade da possibilidade do consumo, e a possibilidade de presença não tradicional e predisposição favorável do alvo.

– Desvantagens:

Fraco nível de penetração com relação a diferentes camadas sociais.

2) Mídia impressa – 
São os jornais, as revistas e os outdoors. Com exceção do outdoor, jornais e revistas contam com um maior envolvimento do leitor.

Jornais e revistas

– Vantagens:

Possibilidade de cobertura em nível nacional, maior tempo de exposição, flexibilidade em termos de regionalização, possibilitando a segmentação e variedade de formatos e localizações. Os meios permitem ainda utilizar o receptor como veículo informativo e não exige um orçamento elevado para um mínimo de impacto.

– Desvantagens:

Custos elevados, maior diversificação de suportes selecionados, para garantir um mínimo de cobertura; elevado custo por contato, eobriga um planejamento de longo prazo, devido à saturação publicitária e condicionamentos de ordem técnica, como, por exemplo, baixos índices de cobertura em alguns segmentos da população.

Outdoor

– Vantagens:

Elevados níveis de repetição, excelente meio de lembrança da comunicação utilizada em outros meios, flexibilidade em termos de regionalização, dimensão e forma, como cartazes, painéis rotativos, zepelins, etc.

– Desvantagens:

Elevados custos de produção, exige um planejamento de longo prazo, devido às necessidades técnicas de produção. Meio fraco para veiculação de mensagens publicitárias sofisticadas.

3) Marketing direto – 
Pode ser feito por meio de mala direta (catálogos, folhetos, fôlderes, cartas, etc.), TV direta, jornais e revistas dirigidos, telemarketing, banco de dados.

– Vantagens:

Possibilidade de contato direto, pró-ativo e personalizado com o público-alvo; elevada possibilidade de segmentação do alvo a ser atingindo. A eficácia nos resultados obtidos é conseguida por meio da utilização de técnicas específicas de comunicação.

– Desvantagens:

Escolha limitada dos alvos a serem atingidos, condicionamentos técnicos de produção obrigam um planejamento de longo prazo e grandes lacunas de listagens em alguns segmentos populacionais.

4) Assessoria de imprensa – Desperta o interesse dos veículos de comunicação sobre os produtos e/ou serviços da empresa. Entretanto, é preciso alcançar um maior grau de maturidade em marketing. Não é um meio prioritário para a pequena empresa.

5) Relações públicas – O contato estreito com a comunidade local desperta simpatia para com sua empresa, por meio de iniciativas como patrocínios para times de futebol, quermesses, etc.

6) Promoção de vendas – 
Degustação, amostras, estandes em feiras, concursos, sorteios, brindes, faixas, adesivos, ímãs de geladeira, encartes, Displays. As promoções são ações de curto prazo, por isso precisam ser feitas constantemente para ter a imagem de sua empresa reconhecida no mercado. No entanto, atenção para a legislação em vigor. Existem lugares onde toda e qualquer propaganda é vetada. Consulte um advogado e verificar os lugares que permitem a realização de propaganda.

 O termo marketing de guerrilha vem da guerrilha bélica, ou seja, é um tipo de guerra não convencional no qual a  principal estratégia é a ocultação e extrema mobilidade dos combatentes, chamados de guerrilheiros.

Em geral, táticas de guerrilha são usadas por uma parte mais fraca contra uma mais forte. Se por um lado os guerrilheiros    muitas vezes carecem de equipamento e treinamento militar adequados, por outro contam com a ajuda de populações que os defendem e com ataques-surpresa ao inimigo, sem necessidade de manter uma linha de frente. O conhecimento do terreno de combate também é uma arma bastante usada na guerra de guerrilhas.

A Guerra do Vietnam é um exemplo típico no qual o exército regular dos Estados Unidos acabou vencido pela guerrilha vietnamita, embora aquele conflito tenha outros fatores e características bem próprios.

 

Por princípio, as ferramentas de Marketing de Guerrilha são utilizadas por empresas menores com o objetivo de combater grandes concorrentes ou simplesmente sobreviverem. O Marketing de Guerrilha, como descrito por Jay Conrad Levinson no seu popular livro Guerrilla Marketing de 1982, utiliza-se de maneiras não convencionais para executar suas atividades de marketing e com orçamentos “apertados”. Levinson diz que pequenas empresas empreendedoras são diferentes de empresas grandes. Ele menciona um artigo da Harvard Business Review de Welsh e White que diz que pequenos negócios não são versões menores de um negócio grande. Por causa da falta de recursos dos pequenos negócios, estes precisam utilizar diferentes tipos de estratégias de marketing e táticas.

Porém, na atual sociedade saturada de comunicação, grandes empresas começam a utilizar o Marketing de Guerrilha em seu mix de martketing para atingirem os corações e mentes de seus públicos-alvo e trazerem atitude para suas marcas.

Clique aqui para entrar no site.

(21)2615-6000

Não adianta ter o melhor produto e/ou
serviço e só você saber disto.

Divulgue e cresca todo o ano,
tenha um ano melhor que o outro!

 

Gráfica – Imã de Geladeira – Canetas – Panfletos – Folders – Adesivos Etiquetas Adesivas – Etiquetas de Zetex – Brindes – Porta-lixas – Porta-documentos – Calendários – Cartões fotográficos – Mouse Pad – Banners – Faixas – Lonas – Sinalização Industrial e Naval – E muito mais…